Filmes assistidos em fevereiro (2016)

Na mesma vibe da postagem anterior, este post não tem a pretensão de ser uma crítica ou resenha dos filmes que assisti durante o mês de fevereiro, mas apenas uma lista que talvez contenha uma ou outra recomendação.

Um mês depois, cá estou eu novamente. Meu objetivo de vida era ter feito vários textos aqui pro blog e para outros blogs nos quais sou colaboradora e ganhar na mega-sena sem jogar, mas não consegui fazer exatamente nada.

Em compensação fiz várias coisas maravilhosas que JURO mentira, juro nada esrever sobre assim que der. Nunca dá, convenhamos.

 

Os Oito Odiados – The Hateful Eight (original title)

O filme é muito bom, mas bem longo. Não que ser longo seja um defeito dele, mas como eu comprei aquele combo da gula que vende no cinema com 5 toneladas de pipoca e 1 litro de refri, quase morri de tanta vontade de ir no banheiro.

Do mais, Tarantino. Muito bom e muito sangue.

 

Cidades de papel – Paper Towns (original title)

Este foi um filme que nunca entraria na minha lista e assisti ele com grande relutância porque meu namorado queria ver. Pra mim, era mais uma mistura de romance de primeira geração + uma dose de sofrência com um final feliz cheio de mimimi etc. Mas ele não é bem assim e confesso que ele me surpreendeu para o bem. No final achei a abordagem bem legal.

Para quem não sabe, o filme é baseado em um livro do autor Jhon Green atual febre da galerinha e você pode ler um trecho do livro no site da editora, além de conferir algumas curiosidades sobre a obra/autor

 

Os Incríveis – The Incredibles (original title)

Não sei bem se conta, mas esse eu só revi pra acompanhar o boy que nunca tinha assistido.

 

Um Senhor estagiário – The Intern (original title)

Filme legal-divertido-fofo-quero ver de novo-Escrito e dirigido por uma mulher – usou a palavra feminismo.

 

Quarteto Fantástico que é uma bosta  – Fantastic Four (original title)

Ganhou o troféu:

queria estar morte

 

Eu sou o número quatro – I Am Number Four (original title)

Sério, achei uma bosta. Só não é pior que o Quarteto Fantástico.

 

Bem, a partir daqui tivemos uma maratona loka pra recuperar a minha honra, já que nunca tinha assistido:

A identidade Bourne – The Bourne Identity (original title)

 

A Supremacia Bourne – The Bourne Supremacy (original title)

 

O Ultimato Bourne – The Bourne Ultimatum (original title)

 

Estava tudo indo bem até:

O Legado Bourne – The Bourne Legacy (original title)

Se eu pudesse resumir esse filme em uma palavra, seria: desnecessário.

 

A escolha perfeita 2 – Pitch Perfect 2 (original title)

Apesar de ser um daqueles filmes que a gente tem que ver sem esperar nada, eu esperava mais dele. Ele teve lá seus momentos engraçados, mas 80% foi pura alegoria e o final foi meio do nada pra mim.

Bom, é isso. Nos vemos em março e se tiverem algumas dicas ou sugestões para a próxima, sou toda ouvidos. Só não prometo nada.

Anúncios

About Tica

Feminista e membra da União de Mulheres de São Paulo, onde é coordenadora adjunta do Curso de Promotoras Legais Populares, projeto voltado para a educação popular e feminista em direitos. É Viciada em Lego, apaixonada por ficção científica, apocalipse zumbi e possui sérios problemas em procrastinar vendo gif's e não lembrar o nome das pessoas. No mundo real é advogada empresarial e artesã

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Ensaios de Gênero

Um espaço para se ensaiar política, educação, feminismo e coisas do gênero...

Feminismo Ráiot

música + feminismo + faça você mesma

Joanah Dark

Performance, Fotografia e Feminismo.

Café Feminista

Por Cely Couto

FeminismUrbana

Textos, artigos, imagens, quadrinhos, opiniões. A idéia é juntar quem está pensando as cidades na perspectiva feminista, no Brasil e na América Latina.

feminismosemdemagogiaOriginal

Blog da página Feminismo Sem Demagogia - Original

Alemão com Frau Santana

A Alemanha bem perto de você.

O Fim da Eternidade

(Isaac Asimov)

Colunas Tortas

mais que uma opinião

Marcha Mundial das Mulheres

Feminismo 2.0 até que todas sejamos livres!

Blogueiras Negras

"Quem não quer raciocinar é um fanático;quem não sabe raciocinar é um tolo; quem não ousa raciocinar é um escravo"

Quem o Machismo matou hoje?

No Brasil, quatro mulheres são assassinadas todos os dias vítimas da violência doméstica. Você sabe quem elas são?

%d blogueiros gostam disto: