Tag Archive | violência doméstica

Por que as vítimas de violência doméstica não vão embora?

Quando assisti o vídeo da Leslie Morgan Steiner respondendo à insistente pergunta “por que as vítimas de violência doméstica não vão embora?”, fiquei com vontade de fazer um post falando diversas coisas sobre a violência doméstica, seu conceito , citar as estatísticas  do Mapa da Violência – Homicídio de Mulheres no Brasil, dentre tantas outras idéias que queria compartilharFiquei com uma vontade imensa de escrever falando dessa nossa mania horrível de culpar a vítima e de revitimizá-la, porque o depoimento da Leslie me emocionou.

Porém, depois de pensar um pouco, cheguei à conclusão de que não precisava escrever respondendo a esta questão, pois o vídeo abaixo é capaz de falar por si só:

Anúncios

Cartilha da Lei Maria da Penha

2012-12-17_portal-compromisso-e-atitude-pela-lei-maria-da-penha_gg

A Lei 11.340/06, conhecida como Lei Maria da Penha, completou 7 anos no dia 07 de Agosto deste ano. Porém, ainda hoje, há uma série de dúvidas que rodeiam a Lei e principalmente a questão da Violência Doméstica. Leia Mais…

4º Abraço Solidário pelas Mulheres em situação de Violência

União de Mulheres

No próximo dia 06 de Agosto, às 17h, a União de Mulheres de SP e de várias outras entidades realizarão a 4ª edição do Abraço Solidário pelas Mulheres em Situação da Violência. A data não foi uma escolha aleatória, pois coincide com a semana do aniversário da Lei 11.340/06, mais conhecida como Lei Maria da Penha. E na terça-feira, estaremos no vão livre do Masp exigindo o cumprimento desta Lei – que por falta de Políticas Públicas e de empenho do Estado, ainda não saiu efetivamente do papel. Leia Mais…

Do silêncio ao grito contra a impunidade: O caso Márcia Leopoldi

CriticaConsciente_10

          Sempre que falamos de violência doméstica, nos vem à mente o caso da cearense Maria da Penha. A associação se dá não só por conta da Lei que leva o seu nome – como forma de reparação simbólica e femenagem à sua luta, mas também pelo grau de violência e impunidade que permeiam o caso. Sem contar, é claro, com a repercussão Internacional que o mesmo teve.
          Porém, no mesmo cenário brasileiro de gritante injustiça contra as mulheres vítimas de violência doméstica, tivemos o Caso Márcia Leopoldi. Leia Mais…

Como tudo começou…

389067_256116987770171_433529354_n

Nunca queimei um sutiã, muito menos o tempo que dedico ao feminismo é aquele que sobra por falta de louça suja, isso eu lhes garanto. Leia Mais…

Ciclo de Oficinas e Atividades na União de Mulheres de São Paulo

União de Mulheres de São Paulo

O projeto “30 anos de transversalidade dos feminismos no Brasil: Reconhecimento cultural e social dos direitos humanos das mulheres – Memórias e expressões” propõe-se a lançar um olhar sobre o movimento feminista brasileiro das últimas três décadas pelo viés da presença das mulheres nas artes. Leia Mais…

Histórico da Lei Maria da Penha

A lei 11.340/06 foi consagrada com o nome de Lei Maria da Penha em homenagem à biofarmacêutica cearense Maria da Penha Maia Fernandes, a qual fora vítima de violência doméstica praticada por seu ex-marido, o professor universitário de economia Marco Antônio Herradia Viveros. Ela fez de sua tragédia a bandeira que estimulou as lutas contra a violência praticada em mulheres.

Leia Mais…

O silêncio das vítimas

A nossa sociedade têm um hábito cultural perverso de culpabilizar as vítimas. Nos crimes contra a vida, a dignidade moral e sexual, sempre encontramos alguém pronto a nos mostrar que a vítima teve a sua parcela de culpa. É a mesma coisa de dizer o famoso “Fez por merecer”.

O que há de se esperar então da vítima de violência doméstica, que “conhece” tão bem o seu agressor? Segundo a nossa sociedade, culpada.

Leia Mais…

A Isonomia e a Lei Maria da Penha

Com a existência de um Estado democrático pressupõe-se a igualdade de direitos, de tratamento e de oportunidades entre homens e mulheres, sendo, a realidade cotidiana da violência, sua estigmatização e banalização e que tem contribuído para a manutenção da impunidade e do crescimento da violência contra a mulher. Refletir as relações interpessoais é importante, pela perspectiva de mudanças em um processo de conscientização na tentativa de compreender os comportamentos e papéis sociais determinados, para assim, construir nova identidade social, onde haja o reconhecimento das diferenças e das assimetrias de gênero, para superação das desigualdades diferenças e das assimetrias de gênero para superação das desigualdades marcadas na vida de mulheres e homens.

Leia Mais…

Feminismo Ráiot

música + feminismo + faça você mesma

Joanah Dark

Performance, Fotografia e Feminismo.

FeminismUrbana

Textos, artigos, imagens, quadrinhos, opiniões. A idéia é juntar quem está pensando as cidades na perspectiva feminista, no Brasil e na América Latina.

feminismosemdemagogiaOriginal

Blog da página Feminismo Sem Demagogia - Original

Alemão com Frau Santana

A Alemanha bem perto de você.

O Fim da Eternidade

(Isaac Asimov)

Colunas Tortas

mais que uma opinião

Marcha Mundial das Mulheres

Feminismo 2.0 até que todas sejamos livres!

Blogueiras Negras

"Quem não quer raciocinar é um fanático;quem não sabe raciocinar é um tolo; quem não ousa raciocinar é um escravo"

Quem o Machismo matou hoje?

No Brasil, quatro mulheres são assassinadas todos os dias vítimas da violência doméstica. Você sabe quem elas são?

Favela Potente

"As coisas não nasceram para dar certo, somos nós que fazemos as coisas acontecerem" - Sérgio Vaz

Transfeminismo

Feminismo Intersecional